Tecendo a manhã – Sérgio Maggio

Vivemos agora as consequências da pandemia. Isolados em casa, misturam-se em nós a vontade de expressão do sentimento íntimo com a necessidade de ouvir o que diz a ciência. Como no poema Tecendo a Manhã, de João Cabral de Melo Neto, em que a lírica é tecida com os fios da razão, nos irmanamos com a ideia de que será preciso unir os cantos de cada um – a partir de nossos quartos, casas e quintais – para forjar uma nova realidade. Convidamos pessoas da cultura e artistas de várias linguagens para gravar um vídeo curto, dizendo aos outros aquilo que lhes parece ser mais importante diante desta situação-limite.

Sergio Maggio lê trecho de sua peça inédita “Eu não te chamei para a última festa” (título provisório).

Sérgio Maggio (Salvador, 1967) é diretor-dramaturgo e jornalista. Pós-graduado em Direção Teatral pela Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, com Mestrado em Crítica Teatral pela UnB. Autor, entre outras peças, de “Eu Vou TIrar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José”, “L, O musical” e “Eros Impuro”.

CENA ABERTA publicará os vídeos, às segundas, quartas, sextas-feiras e sábados. Agradecemos muitíssimo a todos e todas que puderam e quiseram responder ao nosso chamado. Nossa intenção é construir com essas vozes ora isoladas não só um coro, como também um registro, um documento crítico-afetivo sobre o presente.

About Cena Aberta

Cena Aberta – teatro, crítica e política das artes - um site de crítica cultural com foco no teatro e nas políticas públicas que envolvem as artes. Contato: cenaabertateatro@gmail.com

View all posts by Cena Aberta →